500 mais

NOSSO FIEL COMPROMISSO COM A VERDADE

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

ASSIM CAMINHA O BRASIL, DEFICIENTE DE IMPRENSA POLÍTICA E JUSTIÇA




Daqui pra frente, caso não tenham percebido, as coisas só tendem a piorar, por vários motivos que poderíamos discutir por horas (ou dias).

Falando de apenas alguns deles:

– Briga fratricida entre os próprios golpistas

– Briga dos golpistas com quem pagou o golpe (FIESP, etc).

– Briga "de foice" entre o Judiciário e o Legislativo (não digo que o Executivo esteja na briga, porque atualmente ele não existe).

Isso enquanto o “povo” (na verdade, alguma “fração” de povo que fique mais revoltada e se organize) vai só assistir.

Pelo menos nos próximos 30 dias.

Falando na Economia. Será que só vai piorar?

Não é uma afirmação ainda.

Mas poderia citar apenas 3 motivos:

– A “Teoria das Expectativas Racionais”, que deu o Prêmio Nobel a Robert Lucas.

– A “Teoria dos jogos não cooperativos”, que deu o Prêmio Nobel a John Nash.

– A Teoria de Keynes, que não precisa explicar, né: o investimento precede ao emprego. Se não tem investimento….

(Tem outros elementos: falei desses para resumir).

Falando da Política, da qual todos sabem (acredito) que a economia dependa — por causa (basicamente) das três teorias citadas…

Vejam o caso do Ministro Marco Aurélio ter concedido liminar para determinar a retirada de Renan da presidência do Senado.

Renan, todos sabemos desde 1990, é um completo safado, um ladrão da pior espécie.

Não muito diferente de outros senadores e deputados.

Apenas mais esperto.

Já foi Sarney, já foi "Collorido", já apoiou FHC, já apoiou o PT, etc….

Embarcou no golpe junto com tucanos, com Cunha, com Sarney, Collor, etc…


O Renan pode recorrer da decisão, mas isso na prática talvez seja indiferente, porque, de qualquer maneira, o pleno do tribunal tem de julgar o mérito da causa.

Assim, a defesa acabará por dar-se no julgamento do pleno.

Entretanto, o STF é autônomo para marcar o julgamento do pleno.

Depende em teoria só da Carmen Lúcia. "Que tem a sensibilidade política de um chimpanzé".

Ela pode marcar para esses dias. Ou não.

Ela é tucana, de Montes Claros, mas não há evidências de que ela já tenha sido ‘testada” recebendo telefonemas de “certas pessoas”.

Não no STF.

De todo modo, para mim, o Renan vai perder de 9 X 1 ou 10 X 0 no pleno.

O que também não faria diferença enquanto cargo de presidente da casa, porque o mandato dele termina daqui uns 15 dias, no fim do ano.

Mas tem outro problema: faria diferença se o Temer renunciar até 30/12, porque aí o Senador Jorge Viana assumiria a Presidência da República no dia seguinte, de modo automático. A vacância é imediata.

Tem gente que acha que existem “elementos suficientes” para “derrubar” o Temer.

Além de quem acha que o impeachment foi golpe, tem muitos que não acham pensando em chutar o Temer.

Por vários motivos.

Uns são econômicos.

Outros não…
_________
Exemplo: vendo a "merda onde se meteram", gente como Meireles (Fazenda) é Goldfajn (BC) podem pedir o boné e irem embora antes que a à bomba explora no colo deles…
_________
Bem…

Renunciar o Temer não vai — pelo menos agora — a não ser que exista um novo “acordo” para o “golpe dentro do golpe” envolvendo a FIESP, os tucanos e a TV Globo.


Isso porque, obviamente, os tucanos preferem que o Temer saia após 01/01/2017, para ter a famosa “eleição indireta”

Para eleger FHC.

Que nem coxinhas estão querendo mais.

Sobre uns — sejam do “povo” ou da política acharem que existem “elementos” suficientes para tentarem descartar o Temer.

Isso qualquer imbecil sabe que tem.

A Dilma foi retirada (o motivo “legal”, não o “verdadeiro”) por muito menos que um “Geddel” ou um “Padilha” fazem.

Só que o afastamento do Temer, se a mesma Constituição valer do mesmo jeito que valia em maio, tem de ser por julgamento de um pedido de impeachment, que, como tristemente sabemos, tem prazos regimentais que duram pelo menos 130 dias.

E só pode começar na Câmara, não no Senado.

Não sei se a Janaina Paschoal toparia fazer outro pedido por apenas $45 mil.

É provável que Hélio Bicudo se esconda em algum sítio em Suzano ou equivalente para não ser chamado a assinar de novo.

Mas também podem pedir ao Diogo Mainardi, ao Lobão, etc...  para assinarem.

Esses e mais dúzias assinaram para aparecer — não por saberem ler uma peça jurídica, claro.

O Aécio sabe (embora pretenda ficar escondido no Leblon até o Carnaval) que o mandato do Renan termina (em termos práticos) daqui uns 15 dias, no fim do ano legislativo.

(Em termos teóricos, o mandato vai até 31/01/2017. Mas depois de 21/12, não tem mais sessões).

Assim, uma renúncia de Temer agora não agradaria a ele.

Como dito, se o Temer renunciar até 30/12, pela constituição (sempre ela…) o Viana assumiria a Presidência da República no dia 31/12, de modo automático.



Assim, até depois da decisão da Copa do Brasil neste dia 07/12, qualquer emoção seria apenas o Jorge Viana retirar a PEC55 da pauta.

É duvidoso que ele queira arriscar a ter a FIESP e a Globo atrás dele por isso.

Assim, na verdade, primeira (e até agora única) consequência até dia 07/12, é que o Viana é o Presidente do Senado, e é o 1º na linha de sucessão — apenas até 31/12, lembrando…

O STF, como sabemos, tem vários golpistas. Mas lembrem-se que o fato de Renan ter sido afastado deve-se a uma ação impetrada pelo Rede. Há várias semanas.

E isso não estava no script nem dos golpistas nem dos outros que mandam no país agora – Globo e Fiesp, no caso.

O STF não podia nem pode negar a decretar o afastamento, desde que ele fosse pedido, porque a decisão anterior que foi dada para afastar o Cunha (depois do golpe) agora tem força de lei.

E o STF, embora lá vários queiram, agora é o único que não poderia descumprir a lei que ele mesmo criou ao decidir o caso do Cunha — que eles não queriam decidir antes do Cunha colocar o impeachment em pauta.

O Senado poderia descumprir, lógico.

Mas o STF não….

Portanto, o futuro após 07/12 é completamente imprevisível e sombrio.

Brasil, mostra tua cara

***
Postar um comentário