500 mais

NOSSO FIEL COMPROMISSO COM A VERDADE

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

A mídia golpista do Brasil tenta sabotar as olimpíadas 2016 na sua insana tentativa de derrubar o governo.



Durante várias horas, ontem, os grandes sites reproduziram uma nota da Reuters de que o Comitê Olímpico dos EUA teria “liberado” os atletas daquele país para não comparecerem aos Jogos Olímpicos no Rio deJaneiro. por conta do vírus zika.

Foi preciso que o próprio o porta-voz da entidade, Patrick Sandursky fosse aos jornais negar “com veemência” a falsa informação, horas depois.

Não é possível que, a quatro meses das Olimpíadas no Rio, as redações não tenham o e-mail ou o telefone do Comitê Olímpico dos EUA. Ontem, carnaval aqui, é dia normal nos Estados Unidos. Simples checar a informação,que seria gravíssima, pelo simples fato de serem os norte-americanos a principal força esportiva dos Jogos.

Seria como o Corinthians, o Flamengo ou o Atlético Mineiro anunciarem que não disputariam o Brasileirão.

Mas, para quê?

É contra o Brasil e é contra o Rio (o que ainda é mais “saboroso” para quem detesta “esta bagunça” daqui…). E a turma do vira-latismo sai a latir sua zica ao país. Zica, com “c”, a antiga: do azar, infortúnio crônico e repetitivo.

Ninguém nega a preocupação e a necessidade de se combater um surto que acontece no Brasil e em mais 30 países, tanto que o pedido de US$ 2 bilhões pedidos por Barack Obama ao congresso para ações contra a doença são 80% destinados à prevenção interna e a pesquisas e apenas 20% para ações no exterior – e não se duvide que a Colômbia (amiga preferencial), o Caribe e o México (vizinho incômodo) serão os principais destinos de seu apoio financeiro, porque são os que mais ameaçam o território continental norte-americano.

Como em qualquer caso de saúde pública, mais ainda porque envolve a sanidade de fetos, todos devem colaborar, mantendo a serenidade e esclarecendo a população.

Mas não existe o clima de terror que se transmite nosjornais brasileiros.


Tanto é que o Carnaval no Rio “bombou” de turistas: até o sábado, a  ocupação hoteleira estava, na média geral, em 82,2%, um aumento de 35% no comparativo com o mesmo período do ano passado. A expectativa é que esse número chegue a 85%, segundo a associação dos hoteleiros.

É 35% maior que no ano passado e nem se use o dólar para explicar, porque 70% dos hóspedes é do Brasil. É claro que os estrangeiros aproveitaram o câmbio favorável e o porto do Rio – ninguém me contou, vi pessoalmente – no domingo não tinha mais lugar para atracar, de tantos transatlânticos. Contei dez, da Ponte Rio-Niterói, mas a Secretaria de Turismo diz que eram 11. O número de desembarques no Carnaval é 85% maior que no anopassado: 130 mil passageiros, contra 70 mil em 2014.

A mídia brasileira virou um Aedes Egypti: suga e nutre-se das belezas do país e do trabalho e alegria de seu povo, mas inocula-lhe uma microcefalia que só faz ver aqui o fim do mundo, a mais desgraçada das terras, de onde o mundo inteiro foge, embora todos venham para cá: pessoas e capitais e voltem, sorrindo e felizes.

PS. Antes que os “contaminados” o digam: não se quer exterminar a mídia, até porque, pelos números da circulação dos jornais, parece que ela está fazendo isso sozinha. ( Tijolaço ).


Rio de Janeiro Olímpiadas 2016, vídeo oficial que ajudou o Brasil ser escolhido para sediar os Jogos.





***

Postar um comentário